O Amor Real

O amor é real. Vive no campo da materialidade. Está entre as relações, nas nossas células na nossa maneira de existir neste mundo.

Já a sua transcendência é filosofia. Ponto de vista das experiências vividas, apreendidas ou observadas.

Ás vezes, essas cápsulas de pensamento confundem os românticos, principalmente os frustrados.

Há em muitos deles, a utopia da perfeição ou o que podemos chamar de arquétipo das relações inconclusivas, porém, isso é uma grande mentira.

Quando a filosofia ocupa um espaço maior do que o amor em nossa vida é preciso reavaliar a existência, olhar no espelho com lentes de aumento para ver o que não era possível ou não queria ser percebido a olhos nus.

A realidade mais clara é que o amor somos nós. Ele transita pelas nossas células e pensamentos nutrindo os organismos à todo momento. Ou seja, o amor é e está em tudo.

Suas relações até agora tiveram aquilo que você entendia e podia dar de amor.

Agora, com essa ressignificação, os seus relacionamentos certamente  poderão ser e brilhar mais.

Na realidade, o amor é o elo entre a ignorância e sua transmutação em sabedoria cósmica. E ser livre é amar no infinitivo. Sem conjugação de normas, conceitos, culturas ou contradições.

A paixão é um vulcão amoroso. A erupção, o potencial afetivo que existe em cada ser humano.  Ou seja, amor e paixão são o mesmo sentimento.

Quando essa verdade se revela, a angústia da existência chega ao fim e o exercício do amor é potencializado, porém todo ser humano pode intensificar este aprendizado, a fim de alcançar a sua infinitude.

Os poemas retratam essas etapas e reflexões de diversas vivências no campo amoroso e dos relacionamentos. Partículas de aprendizado que trouxeram e ainda trazem maturidade para o cotidiano amoroso entre casais.

Neste circuito percebemos a evolução da percepção de si e do outro tanto no âmbito pessoal quanto cultural do amor dito romântico. O que temos é o que vemos e isso muda à todo instante de acordo com a nossa versão de espiritualidade e visão de mundo.

 Diário de reflexões amorosas, por Yve de Oliveira.

 

 

 

Anúncios

Um comentário em “O Amor Real Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s