Babel

Você fala com os olhos

Eu falo com as mãos

Meu filho ‘pelos cotovelos’

Minha vizinha, mais do que o ‘homem da cobra’*!

Falar

Falar

Mas, falar para quê?

Falar é dizer?

É revelar?

É de fato desnudar?

Permitir aos outros nos ver.

Comunicar de fato o que há?

Falar

Falar…

Muitos falam por falar

Outros falam quando deixam de falar [falam pelo silêncio]

E quantos, ainda, falam sem pensar, não é mesmo?

Falam

Falam

Falam um grande falatório e seguem falando

Falando

ando

ndo

do

o

num ‘imbróglio’ sem fim

Yve de Oliveira

Anúncios

Um comentário em “Babel Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s