Sobre a intensidade do autoconhecimento

Entre o meio e o que está entre

Entre as finalidades e o que acontece no meio

Entre a fúria do terror noturno das impossibilidades à frenética exposição das nossas vísceras de vontade

Tudo acumula

Tudo anula

Tudo convoca a potencialidade

E o que é o céu senão o mar acima?

E o que é o mar

Senão o mistério cósmico do porvir?

Texto e foto: Yve de Oliveira

Anúncios