Perda de Peso e Crenças Limitantes

Há um mês do meu aniversário de 38 anos posso dizer que me sinto muito grata pelas imensas mudanças internas e externas que vem acontecendo na minha vida.

Esteticamente foram mais de 16 kg eliminados em 2 anos sem loucuras, dietas mirabolantes ou dramas!

Eu nasci magrinha, porém passei a minha infância acima do peso, o que me levou a sofrer diversos preconceitos, principalmente na escola.

Porém, na adolescência esse assunto realmente se tornou uma questão, quando senti vontade de atuar no campo profissional como modelo. Tinha 13 anos quando assistia Gisele Bundchen, Ana Paula Arósio e Gianne Albertoni conquistando o mundo, e claro, queria me aventurar como elas também.

Assim, comecei a eliminar todo o tipo de alimentação possível. Cheguei a ingerir diariamente apenas 3 litros, sendo a minha refeição míseras 3 bolachas de água e sal.

Claro que isso não acabou muito bem. Sofria de desmaios, hipoglicemia e mesmo magra tinha uma imagem distorcida, sempre me achando incompleta ou inadequada.

Na fase adulta continuei magra até a minha gravidez, aos 24 anos. Durante os 9 meses para compensar o tempo de restrição alimentar e as dificuldades de relacionamento com o pai do meu filho engordei 33 kg.

O relacionamento abusivo durou pouco mais de 1 ano e dois meses e senti que muitos processos de cura estavam por acontecer, principalmente o que se relacionava com a minha autoestima e aceitação.

Muitos relacionamentos depois, outros processos psíquicos como a síndrome do pânico emergiram para me resgatar para a essência, para o divino que habita em mim.

Foram muitos altos e baixos, processo que dialogava com o meu signo Libra, ou mais conhecido por balança no zodíaco; Ou era 8 ou 80, no corpo e no temperamento.

Porém considero que os últimos dois anos foram decisivos para a escolha de hábitos mais saudáveis.

Comecei a perceber que a estabilidade era ao mesmo tempo inércia e o que me parecia seguro, era quase uma prisão. Essa reflexão, a priori, aconteceu no meu ambiente de trabalho, já que após 14 anos no mesma função novos gestores trouxeram conceitos e práticas completamente diferentes da minha essência e valores.

A mudança radical mexeu com os meus horários, alimentação e me trouxe uma carga extra de stress. Então, o que poderia ser a minha derrocada foi o impulso que eu precisava para transformar a minha vida como há tanto tempo eu esperava.

Nesse processo melhorei minha alimentação como marmitas saudáveis, inicie terapias energéticas diversas (Thetahealing, Reiki, Jorei, Barras de Access, PNL), eliminei também dores, mágoas, frustrações, pessoas, histórias, barreiras e mudei de setor profissional.

Curei a gula, o vazio existencial e a auto estima baixa; Para mim, existia uma quantidade excedentes de coisas e sentimentos que não pertenciam a mim, por isso puderam ir embora sem dificuldade.

Conquistei novos valores, amigos, parceiros, conhecimentos e desprendimento; Ou seja, leveza, liberdade e autonomia.

Iniciei o meu Programa Lives de Segunda, este site e parei de carregar nos ombros e no corpo aquilo que não me pertencia, bem como as barreiras e máscaras para ocultar a minha beleza, minha luz, meus talentos, meu temperamento.

Com certeza, hoje, estou me amando e amando mais a vida e as pessoas ao meu redor. Percebendo que as mudanças e o desapego são ferramentas poderosíssimas de cura e harmonia. E você? Conta para mim a sua história de autotransformação.

Anúncios