Você, fake news?

As redes sociais transmitem uma sensação de importância. De que não somos avulsos, invisíveis ou desinteressantes. Postamos, aparecemos!

Neste ciclo de notoriedade fake, sem perceber, nos tornamos presas fáceis do abuso e da solidão.

Passamos a viver à mercê das opiniões e expectativas alheia e da audiência dos nossos seguidores.

Nos tornamos influenciadores digitais sem formação profissional e emocional.

influencer

Como produtos em promoção, compartilhamos notícias, defendemos causas, fazemos campanhas tendo as curtidas como remuneração. Por vezes, auto curtindo-se no isolamento dessa e de tantas outras bolhas algorítmicas populares.

Mais perspicazes que Andy Warhol estendemos os nossos 5 minutos de fama para centenas e milhares de dias publicando sistematicamente as nossas catarses e imagens, filtradas ou não.

– “Menina, eu vi no face!”, “Você viu fulana?”, “Ah, eu te sigo!”, “Me segue que eu te sigo de volta”.

Na internet, o conteúdo é você.

E quem é você?

Texto: Yve Oliveira

Imagem: Divulgação

Anúncios