Onde o mistério é pouco

Meu sonho é ser uma super star! Viver de música.

Criar e dirigir peças de teatro. Dançar no palco (em espetáculos cênicos ou não). Pesquisar horas e horas sobre contextos históricos, filosóficos e espirituais das minhas personagens.

Quero parar de só admirar. Quero fugir dessa realidade. Do dia a dia sem sentido em que teimo em ressignificar.

Quero cantar. Cantar as minhas canções produzidas nas noites pós-meditação. Quero fazer cover de Casa no Campo da Elis Regina, olhando por entre os spots de luz os olhares emocionados pela descrição mais simples de viver com perfeição.

Quero te dar a mão e aquele abraço indescritível que nunca diz não.

Quero deixar de andar na contramão das minhas vontades de alma, tentando me encaixar nos idealismos românticos, do propósito e do plano de carreira perfeitos.

Ah, outro sonho bem presente é ter (adquirir) e tocar bateria (no meu ponto de vista a melhor parte de uma Banda de rock).

Sabe, quero lembrar a mim mesma que sou artista. Uma artista escondida no meu emprego e nos diplomas. Uma artista fingida jornalista, escritora, comunicadora.

Sou na realidade uma artista desta e de outras vidas.

Uma artista infinita.

Texto: Yve Oliveira

Foto: Gustavo Luy

Anúncios